PRESCRIÇÃO DIGITAL VEIO PARA FICAR, AVALIA PESQUISA

POR MARCELO DE VALÉCIO. POSTADO EM FARMÁCIA CLÍNICA

Levantamento da Memed, empresa de prescrições digitais, mostra que 93% das farmácias consultadas desejam que o uso da receita on-line continue após o fim da pandemia, revelou a revista Veja.

Na pesquisa, entre os médicos que utilizam a plataforma, a receptividade da prescrição digital foi ainda mais elevada: 100% deles são a favor desse tipo de receita.

O levantamento foi feito entre profissionais da saúde em agosto de 2020 e em maio de 2021. Em ambas as etapas, 94% dos respondentes disseram estar satisfeitos com o serviço. Entre as farmácias, o levantamento foi feito apenas em uma etapa, em agosto.

Ainda segundo o estudo, com relação aos formatos de prescrição que os pacientes têm preferência, foi apontado que 54% preferem receber via WhatsApp, 42%, impressa, 36% por e-mail, 34% via SMS e apenas 11% a querem manuscrita.

“A receita digital é um grande avanço para a medicina, facilitando o acesso à saúde pelos pacientes”, afirma o farmacêutico e professor da pós-graduação em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica no ICTQ – Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, Rafael Poloni.

Ele ainda destaca outro benéfico da prescrição on-line. “Com a receita digital, os farmacêuticos e balconistas se beneficiam com prescrições legíveis, reduzindo a possibilidade de erros de medicação por dispensação incorreta, garantindo o tratamento certo e qualidade de vida ao paciente”.

VEJA MAIS:
https://www.ictq.com.br/farmacia-clinica/2981-prescricao-digital-veio-para-ficar-avalia-pesquisa